Notícias

O que é a catarata?

CATARATA

Existem vários tipos de cataratas. 


O cristalino é composto por células altamente transparentes.


No caso da catarata senil cada célula transparente que morre torna-se um ponto branco. A soma de vários pontos brancos retiram transparência ao cristalino dificultando a passagem da luz para dentro do olho. Dentro deste tipo de catarata (senil) podem ser:

- nuclear, que como diz o nome, o núcleo da lente fica turvo ou opaco com coloração amarela ou castanha

- subcapsular posterior, afecta a parte de trás do cristalino

- cortical, surge com a aparência de cunhas e em volta das extremidades do núcleo


A catarata traumática surge de traumatismo penetrante ou contuso do olho e revelar-se muito posteriormente ao trauma.


A catarata que se desenvolve por exposição a radiações é mais frequente do que possa parecer. As radiações por tratamento a um cancro podem estar na origem deste tipo de catarata. A exposição excessiva ao sol e a fontes de luz LED, no primeiro caso pessoas que trabalham em meio rural, alta montanha e mar, e no segundo caso a utilização de equipamentos como tablets, smartphones, televisores e monitores LED é potencialmente perigosa. O reflexo da luz na neve e mar, e também os novos equipamentos emissores,  que contêm raios UV pode antecipar o envelhecimento do cristalino.


A catarata secundária é o tipo de catarata com surge por um factor secundário. Doenças como a Diabetes, o uso de corticoides ou consequência de cirurgia para tratamento do glaucoma.


Catarata congénita é quando o bebé nasce com o cristalino opacificado ou desenvolve essa opacificação no primeiro ano de vida. Em regra afeta os dois olhos e pode ser tão pequena que não afecta a visão da criança. Nos casos graves tem de se proceder à remoção do cristalino para permitir a entrada de luz no olho e deste modo, permitir ao cérebro fazer as ligações neuronais na área da visão. Assim o cérebro pode aprender a interpretar a informação captada pelos olhos. 


Origem da denominação: vem do Grego katarhaktes , “descida, queda” e está relacionada com a queda de visão. A neblina gerada nas quedas de água podem estar relacionadas com a visão difusa e turva que o envelhecimento do cristalino produz.


Em resumo, no limite, o olho fica cego só podendo ser revertida a situação com a extracção  do cristalino envelhecido. Sem o cristalino temos um olho afáquico.



Não deixe de consultar sobre este mesmo assunto CRISTALINO, AZUIS NOCIVOS E RAIOS ULTRA-VIOLETA


Formulário de contacto

Se tiver alguma dúvida, não hesite em nos contactar